• Elisiane Kiel

Como pensar em Inovar e proteger?

Quando uma empresa deseja inovar, antes de qualquer coisa deve buscar respostas

para as seguintes indagações:



• A ideia é realmente original e possui expectativa comercial?

• Como o produto ou serviço será produzido e vendido?

• Qual a melhor opção de retorno para o investimento?


Profissionais que não dispõem de uma visão comercial raramente conseguem ter sucesso na comercialização de suas criações em breve falaremos sobre elas mas fica aqui as perguntas e internalize como responde-las ;)


Mas e a criatividade veio a tona e agora?

Você sabia que muitas vezes pensamos ter inventado a roda e damos conta de que alguém ja pensou nisso?

Quer diminuir tempo?

Use os bancos de dados de patentes para auxiliar no desenvolvimento da

estratégia tecnológica da empresa ou seu projeto (importante ferramenta de inteligência competitiva) não somente no Brasil, aqui INPI, mas Mundial como WIPO, EPO, USPTO.

Temos um grande acervo para você até desenvolver sua invenção e estas bases são gratuitas.....ah em breve posto um ebook sobre como fazer as buscas com as palavras chaves ;)



E Você inventou algo? E agora, como protege?

Depende, mas vamos por partes de exclusão lembrando que toda a proteção deve ser feita como uma teia de aranha, interligando e não separadamente.

Sobre uma mesma criação você pode ter uma patente, um desenho industrial, uma marca, um software, um direito autoral.... por isso um especialista deve analisar em conjunto com uma equipe de peritos técnicos e mapear as proteções.



1 visualização0 comentário